PS/Pico insta ISSA e Governo Regional a proceder ao pagamento dos apoios sociais aos ex-trabalhadores da COFACO

PS Açores - 12 de janeiro

O Partido Socialista do Pico apelou, esta terça-feira, a que o Instituto de Segurança Social dos Açores e o Governo Regional resolvam as devidas burocracias para que possam, rapidamente, proceder ao pagamento dos apoios sociais devidos aos ex-trabalhadores da COFACO.

Para os socialistas, o pagamento que já se deveria ter realizado há muito tempo, é exemplo de “burocracias incompreensíveis que minam a credibilidade das instituições perante os cidadãos”, sendo que na opinião do PS/Pico “nada pode justificar este atraso”.

“Desde que foi publicada a regulamentação destes apoios, no dia 24 de agosto deste ano, que se deu a expectativa de aproveitar parte da plataforma informática do PREIT (programa de apoio à economia da ilha Terceira) já existente, sendo necessário apenas a definição de requisitos técnicos pelo Governo dos Açores”, referiu o Partido Socialista do Pico, para relembrar que desde a primeira hora que o Instituto de Informática da Segurança Social fez várias insistências, devidamente documentadas, junto do Instituto de Segurança Social dos Açores, do Governo Regional, (ISSA) para obter os referidos requisitos, “tendo apenas recebido uma resposta final no passado dia 19 de outubro”.   

Nesse sentido, o Partido Socialista do Pico defendeu a necessidade de se dar resposta, o mais rapidamente possível, às pessoas que se encontram abrangidas por esta situação, quer seja através de uma aplicação informática ou em processamento em papel, repudiando, desta forma, que o cabeça de lista da Aliança Democrática tenha tentado, “numa atitude eleitoralista”, atribuir culpas ao Governo da República pelo respetivo atraso no pagamento.

“O Partido Socialista esteve e sempre estará do lado das soluções na defesa do interesse dos Açores”, reforçou o PS/Pico, para relembrar a defesa intransigente que os deputados do PS na Assembleia da República sempre mantiveram em relação a esta matéria, tendo inclusive o grupo parlamentar do PS votado a favor da atual lei que institui o pagamento dos apoios sociais aos ex-trabalhadores da COFACO