PS/Açores chama de urgência à Comissão de Economia Berta Cabral e a Administração da SATA para explicações sobre o agravamento das contas no 1.º semestre

PS Açores - 26 de setembro

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista fez um requerimento na Comissão de Economia do parlamento açoriano, realizada esta segunda-feira, em Ponta Delgada, para uma audição “urgente” da Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, e do Presidente do Conselho de administração da SATA para esclarecimento sobre o agravamento das contas da companhia, agora tornados públicos.

Carlos Silva justifica o pedido de urgência com os dados recentemente tornados públicos pela Azores Airlines do primeiro semestre deste ano, “que evidenciam um agravamento dos prejuízos de 36,6 para 47,7 milhões de euros, quando comparado com o primeiro semestre de 2021”.

Isto representa, segundo o deputado, “mais 8,1 milhões de euros de prejuízo, mais 20% de prejuízo”, uma informação que “contraria as notícias que foram tornadas públicas de que a empresa estaria em recuperação e também pode colocar em causa – e é isso que queremos confirmar – o cumprimento do Plano de Reestruturação”.

O Vice-presidente do Grupo Parlamentar socialista diz que o caráter de urgência justifica-se também pela importância de analisar o assunto antes que se realizem as audições do Plano e Orçamento para 2023, “porque isso pode colocar em causa as verbas que estão inscritas no Plano e Orçamento para o próximo ano, de forma a acudir aquelas que são as necessidades do Grupo SATA”.

“Também não menos importante”, acrescentou, a urgência do requerimento tem a ver adicionalmente com “o encerramento dos serviços da SATA em New Bedford, o qual têm gerado alguma polémica, para além de estar também relacionado com o Plano de Reestruturação e nesta audição pretendemos que este assunto seja analisado, de modo a perceber quais são as razões que justificam o encerramento destes serviços”, justificou.

O requerimento foi aprovado por maioria, apesar dos votos desfavoráveis do PSD e CDS-PP.