“Governo falha promessa de ter obra do Porto de Ponta Delgada pronta em Setembro” – Vasco Cordeiro

PS Açores - 19 de setembro

A meta de concluir as obras do Porto de Ponta Delgada em setembro deste ano, prometida pelo Governo Regional, não será cumprida, constatou Vasco Cordeiro, após uma visita ao local.

O Presidente do PS/Açores falava após verificar, no terreno, o andamento das empreitadas relativas ao Porto de Ponta Delgada.

“Foi o Governo que anunciou, a 26 de julho, que a obra de requalificação e ampliação do Porto ficaria pronta em setembro, mas afinal não é assim, porque há ainda muito trabalho a fazer, nomeadamente nas redes técnicas, que ainda estão em execução”, avançou o líder dos socialistas açorianos, referindo-se à empreitada de 40 milhões de euros, lançada ainda pelo anterior Governo Regional do PS, para a melhoria das condições de operacionalidade do Porto de Ponta Delgada.

Vasco Cordeiro fez votos que a outra empreitada prevista para o local, na ordem dos 25 milhões de euros, para reparação do molhe danificado pelo furacão Lorenzo, “avance em breve”.

O líder parlamentar do PS/A reiterou a sua preocupação com os “atrasos significativos em obras relacionadas com o furacão Lorenzo”, tal como acontece com o Porto Comercial das Lajes das Flores.

Vasco Cordeiro frisou que, “passados dois anos da apresentação do estudo prévio, feita ainda pelo anterior Governo, não há nada de novo em relação a esta matéria.

O Presidente do PS/Açores realçou que “aquela obra é essencial para a ilha das Flores e para todo o Grupo Ocidental”, lamentando, também, que “por um erro deste Governo Regional, a Região perdeu verbas que tinham sido disponibilizadas pelo Governo da República, de cerca de 70 milhões de euros.

“Sobre esta matéria, nunca mais se ouviu falar de nada: onde param esses 70 milhões, o que é que o Governo tem feito? Está ou não está garantida essa verba para acautelar todas as obras de recuperação que estavam previstas?”, questionou.

“Estamos a falar de dois anos numa obra que é urgentíssima para o Grupo Ocidental e aquilo a que assistimos é ao Governo a perder tempo. Está atrasado nesta matéria, e na verba dos 70 milhões de euros, pura e simplesmente, está ausente”, frisou o líder parlamentar do PS/Açores, Vasco Cordeiro.