PS viabiliza regime transitório para viaturas de rent-a-car nos Açores

PS Açores - 8 de julho

O PS viabilizou esta quinta-feira, no Parlamento dos Açores, um regime transitório para permitir a utilização dos veículos pelas empresas de rent-a-car por um limite temporal superior ao previsto na legislação em vigor, que pode ir até mais dois anos, sempre que a segurança dos seus utilizadores seja assegurada.

Intervindo no debate, o deputado socialista Rui Anjos realçou, porém, que a decisão do Governo Regional suportado pela coligação de direita de acabar com o transporte marítimo de sazonal de viaturas e a falta de viaturas disponíveis para aluguer afasta os Açorianos e os turistas de fazerem férias na Região.

Para o parlamentar socialista, a eliminação do transporte marítimo de viaturas na Região por parte deste Governo veio “dificultar a mobilidade de viaturas entre as ilhas da nossa Região, com repercussões na escolha do destino de férias por parte de Açorianos e turistas”.

Rui Anjos defendeu que a capacidade de resposta dos transportes da Região ficou comprometida com a suspensão da operação sazonal de transporte marítimo de passageiros e viaturas, provocando “graves constrangimentos neste período de retoma económica, quer para as empresas da região, quer pelas famílias que assim optam por outros destinos para as suas férias”.

“Por outro lado, os Açores têm um potencial de atração de mercados turísticos com grande poder de compra, mas estes são muito exigentes nos produtos e serviços turísticos de que pretendem usufruir, fazendo com que possam optar por não mais regressar à Região, o que acarreta perdas evidentes. Queremos turistas que tenham uma boa experiência nos Açores e regressem, porque o custo de fidelizar um cliente é muito menor do que o custo de conquistar novos clientes”, realçou Rui Anjos.

A iniciativa foi aprovada com o voto favorável do PS.

 

Governo dos Açores já podia ter agido para mitigar a falta de viaturas de aluguer na Região, sublinhou Vílson Ponte Gomes

Intervindo no mesmo debate, Vílson Ponte Gomes frisou que “a iniciativa do Governo é apresentada em plena época alta, no mês de julho, demorando depois muitas semanas a vir a ser implementada”, o que suscitou dúvidas sobre a sua “eficácia neste verão”.

O parlamentar socialista salientou que a Região “precisa que a atividade turística possa retomar a sua normalidade, de forma a regressar aos números pré-pandemia” e que o Governo “tem de ser um parceiro proativo e fundamental nesta retoma”.

Vílson Ponte Gomes recordou que as cadeias de fornecimento de viaturas estão “muito atrasadas”, algo que “é do conhecimento público pelo menos desde outubro de 2021”, questionando porque é que o Governo apenas apresentou esta iniciativa a 1 de julho.

“A falta de viaturas para aluguer nos Açores não é um problema de agora. Mas, mais uma vez, este Governo está distraído e trata dos assuntos de forma atabalhoada”, lamentou Vílson Ponte Gomes.