Deputados do PS/Açores preocupados com falta de resposta do Governo para manter gateway da ilha de Santa Maria

PS Açores - 12 de fevereiro

Os deputados do Grupo Parlamentar do PS/Açores eleitos pela ilha de Santa Maria manifestaram a sua preocupação em relação à manutenção da gateway da ilha de Santa Maria. “A ausência de resposta do executivo durante o debate do Programa de Governo e as mais recentes informações relacionadas com a reestruturação da SATA, confirmam os nossos receios quanto à falta de estratégia e de compromisso para com as acessibilidades aéreas na ilha de Santa Maria”, adiantou Bárbara Chaves.

A deputada do PS/Açores considera, por isso, “fundamental que o Governo Regional assegure que a gateway de Santa Maria continuará a funcionar, ou seja, que desenvolva todos os procedimentos necessários junto das autoridades nacionais e europeias e que nas próximas Obrigações de Serviço Público, de transporte aéreo entre os Açores e o Continente Português a gateway de Santa Maria seja mantida, tal como acontece desde 2003 e, posteriormente, em 2014”.

Bárbara Chaves defende que os marienses devem ser esclarecidos e, através de um requerimento entregue no Parlamento Açoriano, solicita que o novo Governo dos Açores assuma se: “Defende ou não a manutenção da gateway da ilha de Santa Maria e em que termos; Se pretende centralizar as ligações ao exterior da Região apenas numa, ou duas, das nove ilhas e Qual a estratégia que tem relativamente às ligações diretas da Região com o exterior”.

“A importância que tem o Aeroporto de Santa Maria para os Marienses e para a economia da Ilha, justifica que o Governo não abdique de proteger a conetividade com o exterior que tem tido benefícios para os marienses e para o setor do turismo, que viu crescer gradualmente o número de visitantes”, sublinhou a parlamentar, recordando que já durante os anos 80 e o Governo de Passos Coelho a ilha foi fortemente prejudicada pelas opções políticas.

Bárbara Chaves recorda que esta é uma opção “estratégica e fulcral para o desenvolvimento económico da ilha de Santa Maria” e que a ausência de resposta, por parte do Secretário Regional dos Transportes e Turismo, e a falta de compromisso” são motivo de preocupação que urge esclarecer.