PRORURAL+ teve apenas 2 milhões de euros de execução com este Governo

PS Açores - 27 de outubro

Patrícia Miranda desmentiu os números recentemente avançados pelo Secretário Regional da Agricultura sobre a execução do PRORURAL+, salientando que “os Governos Regionais do PS executaram 270 milhões entre 2014 e 2020” e que “foram apenas executados 2 milhões de euros de 2020 para cá por este Governo”, lamentando que António Ventura tenha “procurado passar a ideia que neste ano tivemos a execução mais alta desde 2014”.

A deputada socialista falava esta quinta-feira, no âmbito de uma visita que o GPPS fez à Feira Agrícola de Santana, para estabelecer contactos próximos com os agricultores.

“Os factos desmentem o Secretário Regional da Agricultura, aquilo que ele disse simplesmente não corresponde à verdade”, bisou.

Patrícia Miranda alertou que este Governo Regional pretende cortar nos investimentos previstos na área da Agricultura para o próximo ano, considerando que isso é “um grande erro estratégico, que vamos todos pagar”.

“A anteproposta de Plano para 2023 corta 5 milhões de euros de investimento na Agricultura”, dos quais “quase 3 milhões de euros dizem respeito às infraestruturas como caminhos, eletrificação de explorações e sistemas de abastecimento de água”.

“A proposta de Plano de Investimentos não é boa para os Agricultores Açorianos, sobretudo, numa altura em que os custos de produção, têm sofrido muitos aumentos. O gasóleo agrícola já aumentou 21% desde janeiro deste ano e, se compararmos com o preço de janeiro de 2021, esse aumento foi na ordem dos 85%. As rações aumentaram mais de 30% e os fertilizantes aumentaram mais de 130%”, realçou.

Patrícia Miranda reforçou a “importância de todas as medidas que possam ajudar os Agricultores Açorianos, não apenas na pecuária, mas também na horto e fruticultura, na floricultura e na produção de mel, por exemplo”, considerando que “todos os apoios que puderem ser dispensados, de forma legítima, são bem vindos”, mas exigiu “seriedade e rigor na comunicação dos números”, porque “a um Governo cabe ser sério e responsável”.

“Os Agricultores precisam de verdade, de um Governo que trabalhe para o desenvolvimento do setor e que não esteja apenas concentrado em atacar o trabalho dos Governos anteriores, apenas porque eram do PS. Os Agricultores Açorianos merecem ter motivos de confiança e de esperança para ultrapassar esta crise, para que possamos criar um futuro melhor”, finalizou a deputada do GPPS, Patrícia Miranda.