Deputados do PS alertam para falta de areia para a construção civil na ilha Graciosa

PS Açores - 12 de maio

Os deputados do PS eleitos pela ilha Graciosa, Manuel José Ramos e José Ávila, questionaram o Governo Regional acerca da falta de areia disponível para as atividades de construção civil na ilha Graciosa.

Após desenvolverem múltiplos contactos com os empresários do setor com atividade na Graciosa, Manuel José Ramos e José Ávila salientaram “as muitas queixas daqueles empresários sobre a falta de areia, que se faz sentir há cerca de um mês a esta parte”, uma carência que não é exclusiva da Graciosa, mas que também se faz sentir noutras ilhas.

“O fornecimento com regularidade de areia é fundamental para o setor da construção civil e lamentamos que as falhas no fornecimento desta matéria-prima estejam a ocorrer com tanta frequência nos últimos meses”, frisaram os parlamentares do PS, classificando esta ocorrência como “inaceitável”.

Manuel José Ramos e José Ávila alertaram que “as empresas de construção civil da Graciosa estão prestes a parar a sua atividade”, o que, a acontecer, “provocaria prejuízos na economia desta ilha, já de si debilitada perante o contexto da pandemia e da guerra na Europa”.

“Os relatos que nos chegam é de uma completa inércia por parte do Governo de Bolieiro, que parece estar totalmente indiferente”, sublinham.

Face a este evidente problema, os socialistas questionam se o Governo “já tomou alguma medida para resolver esta situação?” e, se sim, “qual e quando?”.

“Este Governo tem sido incapaz de resolver os problemas das empresas e das famílias, perante o significativo aumento dos fatores de produção. Além disso, o Governo Regional tem de estar em cima da ocorrência, não pode deixar andar. O que é que pensa o Governo fazer para garantir o normal e regular fornecimento de areia para a construção civil na ilha Graciosa?”, questionaram os parlamentares do Partido Socialista, eleitos pela ilha Graciosa, Manuel José Ramos e José Ávila.