Desorganização e suspeitas de vacinação abusiva em São Miguel são preocupantes

PS Açores - 27 de abril

O PS de São Miguel está a acompanhar com preocupação os inúmeros relatos de utentes que dão conta de um cenário de grande desorganização e de alegadas situações de abusos no processo de vacinação que decorreu, no passado fim de semana, em Ponta Delgada.

“Há relatos de utentes que, tendo sido contactados para se apresentarem, se queixam de terem sido ultrapassados por outros que não haviam sido convocados para aqueles dias. Há, igualmente, relatos de suspeitas de abuso e de favorecimento e tudo isto não pode deixar de nos preocupar e de, em consequência, exigir que a tutela da saúde venha a público esclarecer o que falhou, quais os critérios adotados e quem são os responsáveis pela gestão no terreno da vacinação em São Miguel”, afirma Luís Furtado, membro do Secretariado de Ilha do PS de São Miguel.

O processo de vacinação e as circunstâncias difíceis e exigentes que a ilha de São Miguel enfrenta exige, por parte de todos, o máximo sentido de responsabilidade, não sendo, por isso, admissíveis situações de opacidade, de desorganização e desnorte como as reportadas nos últimos dias e que, infelizmente, só contribuem para gerar desconfiança e insegurança num momento crítico como aquele em que vivemos. 

Por fim, o PS de São Miguel enaltece, uma vez mais, a dedicação, o empenho e o sentido de compromisso dos profissionais de saúde que, desde a primeira hora, têm sido incansáveis na linha da frente do combate à Covid-19, os quais, certamente, dispensam a ausência de liderança e a confusão gerada por quem tem a responsabilidade política e a administrativa de zelar pela segurança e pelo sucesso do processo de vacinação.