Investimentos na Saúde e na Educação são desvalorizados no Plano e Orçamento de 2021

PS Açores - 30 de março

As audições realizadas esta terça-feira, na Comissão de Assuntos Sociais, sobre o Plano e Orçamento de 2021, levantaram algumas dúvidas e receios aos deputados do PS/Açores que consideram que os setores da Saúde e da Educação deviam ser prioritários. “Estes documentos revelam uma desorçamentação em áreas consideradas-chaves e, os anúncios feitos recentemente sobre alguns reforços, não se encontram traduzidos nas verbas que vão ser disponibilizadas”, afirmou Rodolfo Franca.
O deputado do PS/Açores alertou para a redução de verbas em investimentos como, “o combate ao abandono escolar precoce, apoio social escolar, as intervenções nos edifícios escolares, prémios de mérito de ingresso ao ensino superior, entre outros”. De facto, acrescenta, “não se percebe como é que se podem anunciar reforços de verbas, quando depois, ao compararmos os Planos e os Orçamentos de anos anteriores, isso não corresponde à verdade”.
Rodolfo Franca, que falava após as cinco audições aos membros do Governo, com responsabilidades nas áreas da Solidariedade Social, Educação, Saúde e Desporto, Cultura, Ciência e Transição Digital e Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, reiterou “a importância de se dar continuidade à estratégia que vinha a ser implementada em algumas dessas áreas, sem descurar o combate mais imediato que a pandemia exige e, simultaneamente, assegurar a retoma da economia – o que não acontece com estas propostas”.